Mercadorias roubadas são vendidas em feirões do crime no RJ

Os chamados feirões do crime se multiplicam no Rio de Janeiro. No mercado paralelo, camelôs e maus comerciantes vendem cargas roubadas em rodovias e estradas da Região Metropolitana. Os ataques, comandados pelo tráfico, são tão frequentes que muitas transportadoras já deixaram de fazer entregas no Estado. Quem paga a conta é a população que, além da alta de preços, enfrentam também o risco de desabastecimento.