Militares brasileiros deixam o Haiti depois de 13 anos em missão de paz

Os soldados brasileiros, que ainda atuam nas Forças de Paz da ONU, devem deixar o Haiti até o dia 15 de outubro. A missão se instalou no país caribenho em 2004, para controlar as tensões políticas e a violência. Em 2010, a situação se agravou com um terremoto de sete pontos na escala Richter; cerca de 300 mil pessoas morreram e mais de 1,5 milhão ficaram desabrigadas. Em 2016, mais uma tragédia: a passagem do furacão Metthew arrasou o Haiti e deixou 900 mortos.