Pesquisa quer saber mais sobre o comportamento dos gêmeos

O estudo da Universidade de São Paulo começou em 2016 e, até agora, já cadastrou mais de 840 pares de gêmeos. O objetivo da pesquisa é compreender como duas pessoas tão similares, podem ser tão distintas.